TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE 5G

Atualizado: 21 de mai.

Depois de uma espera interminável, a quinta geração de tecnologia de banda larga móvel, o 5G, já circula em algumas das principais cidades do país.


Mas o que é 5G exatamente?

5G é o nome dado à 5° geração de banda larga móvel que, eventualmente, substituirá a atual conexão 4G LTE. Com a evolução de geração, obtém-se velocidades de download e upload exponencialmente mais rápidas. A latência — o tempo que os dispositivos levam para se comunicar com redes sem fio — diminui drasticamente.

As redes 5G são mais eficientes, pois tem mais conexões por rede de transmissão e suporta também velocidades mais rápidas por usuário. O 5G foi projetado para funcionar em uma ampla frequência de rádio, abrindo novas possibilidades nas bandas ultra-altas mmWave (onda milimétrica) para as operadoras expandirem suas ofertas de rede.

As redes 5G iniciaram a operação no Brasil no mês de abril de 2022. A arquitetura padrão 5G foi criada em 2016, e até hoje, no entanto, o 5G ainda não atingiu a saturação total do mercado, mas olhando para trás, a saturação da tecnologia deve ocorrer em até 4 anos, como ocorreu com o desenvolvimento das redes 4G após a implantação entre 2009 e 2013.

Seguindo uma linha do tempo semelhante, ainda estamos a alguns anos de 5G emergindo como a rede dominante em todo o mundo, e por muitas das mesmas razões. O 4G enfrentou obstáculos técnicos semelhantes aos do 5G, operando no novo espectro com novas tecnologias necessárias nas extremidades da rede e do dispositivo - embora também tenha trazido um aumento substancial nas velocidades em relação à rede da geração anterior.



COMO FUNCIONA A REDE 5G?

Assim como o 4G LTE que opera em uma ampla faixa do espectro de rádio, a tecnologia 5G funciona em uma faixa mais ampla do que as redes atuais. Com o 5G, existem duas faixas de frequência distintas que funcionam de maneiras diferentes: a forma mais comum - Sub-6, e também a mmWave.


Sub-6: É a faixa de frequência abaixo de 6GHz. As ondas de rádio de baixa frequência podem percorrer longas distâncias e ultrapassar obstáculos maiores. Isso facilita a implantação das redes sem um grande número de novas torres de celular. A banda baixa abaixo de 6 GHz, oferece então maior cobertura e um sinal mais forte.


mmWave: A onda milimétrica refere-se às ondas de rádio de frequência ultra-alta — entre 24GHz e 100GHz — que têm um comprimento de onda muito curto. Estas ondas são usadas para melhorar a velocidade da transferência de dados e obter velocidades de download de vários gigabits por segundo. tendo como principal desvantagem não conseguir ultrapassar obstáculos na maior parte do tempo - até mesmo uma janela pode obstruir a conexão. Assim, uma rede mmWave robusta, precisa de milhares de pequenas células de rede em cada cidade. mmWave pode operar com uma elevada quantidade de dados e um imenso número de usuários simultaneamente. Isso o torna melhor para cidades densamente povoadas.

A mmWave também está usando um espectro totalmente novo que não está lotado por outras redes 3G, 4G e Sub-6 5G - então não há compromisso no uso de recursos.

Todas as principais operadoras estão implantando redes mmWave, mas até o momento, essas conexões estão limitadas a áreas centrais nas principais cidades. Esperamos que as redes mmWave fiquem mais robustas, e até lá, a rede Sub-6 oferece à grande maioria das pessoas o 5G.


QUAIS OS GANHOS DE VELOCIDADE?

Claramente, o 5G é mais rápido que o 4G, mas quanto?

Aqui está um resumo geral da rapidez do 5G, de acordo com os padrões para tecnologias de telecomunicações, 3GPP:

  • Taxa de dados máxima: 5G oferece velocidades de dados significativamente mais rápidas. As taxas máximas de dados podem atingir downlink de 20 Gbps e uplink de 10 Gbps por estação base móvel. Essa não é a velocidade que você experimentaria com o 5G (a menos que você tenha uma conexão dedicada) — é a velocidade compartilhada por todos os usuários na célula e, mesmo assim, é alta.

  • Velocidade 5G do mundo real: As velocidades 5G reais devem variar de 50Mbps a pouco mais de 1 Gbps.

  • Latência: A latência deve ser de 4 milissegundos em circunstâncias reais, e de 1 milissegundo nos casos que exigem a melhor velocidade.

  • Eficiência: um rádio deve ser capaz de mudar para um estado de baixa energia dentro de 10 milissegundos quando não estiver em uso.

  • Eficiência espectral: a quantidade máxima de dados a ser transmitida com o menor número de erros de transmissão, a downlink de 30 bits/Hz e uplink de 15 bits/Hz.

  • Mobilidade: as estações rádio-base devem suportar movimento de 0 a 310 milhas por hora.

  • Densidade de conexão: o 5G deve ser capaz de suportar 1 milhão de dispositivos conectados por quilômetro quadrado. Esse grande número leva em conta a série de dispositivos conectados que alimentarão a Internet das Coisas (IoT).

No mundo real, as velocidades reais do 5G variam muito. Eventualmente, as redes Sub-6 devem ser capazes de fornecer velocidades de várias centenas de gigabits por segundo, mas, por enquanto, as conexões podem estar em qualquer lugar de 50Mbps a 400Mbps.

As velocidades reais do mmWave são um pouco mais difíceis de fixar, já que a distribuição do mmWave ainda é bastante escassa. Se você se encontrar em uma rede mmWave, poderá alcançar velocidades de até 4 Gbps. Isso é muitas vezes mais rápido do que as redes 4G LTE mais rápidas.

Em muitas áreas, a internet 5G é tão lenta, ou às vezes mais lenta, do que a 4G LTE. Isso geralmente se deve à disponibilidade limitada do espectro, já que as operadoras tentam usar um pedaço de ondas de rádio para suportar as redes 4G atuais e novas redes 5G simultaneamente. Essas velocidades 5G devem melhorar à medida que mais dispositivos são movidos para 5G e as operadoras alteram a alocação.



BENEFÍCIOS POTENCIAIS DO 5G

A curto prazo, é provável que aumente sua velocidade para coisas como baixar vídeos e aplicativos ou jogar. A longo prazo, assim como o 4G, ele poderia gerar novas tecnologias. O 5G atualizado deverá suportar dispositivos e tecnologias adicionais, incluindo realidade virtual - VR, realidade aumentada -AR, veículos e segurança online.


  • Banda larga doméstica melhorada

Embora o 5G seja reconhecido como uma tecnologia móvel, ele pode operar na rede doméstica, com um roteador e um modem, que vai converter o sinal 5G em Wi-Fi, distribuindo o sinal de internet para todos os dispositivos da casa, sem limite de uso de dados.

  • Veículos autônomos

Com 5G, veículos autônomos devem se comunicar com outros veículos, fornecendo informações sobre as condições da estrada e de desempenho. Com a dirigibilidade, o seu carro também pode aprender e melhorar as condições de segurança.

  • Segurança pública e infraestrutura

Eventualmente, o 5G permitirá que cidades e municípios operem de forma mais eficiente. As empresas de serviços públicos poderão rastrear e acessar remotamente sensores de segurança em áreas de risco, acompanhar evolução de projetos e monitorar regiões com câmeras de segurança de forma fácil e barata.

  • Controle remoto do dispositivo

Como o 5G tem latência baixa, o controle de máquinas pesadas de forma remota será realidade, reduzindo o risco em ambientes perigosos, e permitindo a operação especializada de qualquer lugar do mundo.

  • Cuidados de saúde

O componente de comunicações ultraconfiáveis e de baixa latência (URLLC) do 5G pode mudar fundamentalmente os cuidados de saúde. Espere ver melhorias na telemedicina, recuperação remota, fisioterapia via realidade aumentada, cirurgia de precisão e até mesmo cirurgia remota nos próximos anos. Os hospitais podem criar grandes redes de sensores para monitorar pacientes, os médicos podem prescrever pílulas inteligentes para rastrear a conformidade e as seguradoras podem até monitorar os assinantes para determinar tratamentos apropriados.

  • Internet das Coisas - IoT

Um dos aspectos mais interessantes e cruciais do 5G é o seu efeito na Internet das Coisas. Embora atualmente tenhamos sensores que podem se comunicar uns com os outros, eles tendem a exigir muitos recursos e estão esgotando rapidamente a capacidade de dados 4G. Com velocidades 5G e limites de capacidade dramaticamente mais altos, a IoT será alimentada por comunicações entre sensores e dispositivos inteligentes.




EU PRECISO DE UM APARELHO 5G?

Embora o 5G, sem dúvida, mude a maneira como interagimos uns com os outros e consumimos mídia, levará alguns anos até que o 5G esteja funcionando de uma maneira que afetará diretamente sua vida. Por causa disso, não recomendamos comprar um telefone porque ele tem 5G. Em vez disso, se você gosta de um telefone por outros motivos, e acontece de suportar 5G, então será um bônus. A maioria dos novos telefones daqui para frente provavelmente suportará 5G.


==========================================

🤝Ajude o canal fazendo suas compras amazon por aqui:

==========================================

https://amzn.to/3pSvoDf

==========================================

Se este guia foi útil, comente! Nos conte sua experiência!

Seja Geek, Vem com a Tropa!



17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo